Mudar ou não mudar? Eis a questão!

[column size=”one-third”][/column]

[column size=”two-third” last=”true”]

O que gera em você a vontade de mudar?

Pare e pense: na sua vida, quais situações geraram de fato mudanças em seu comportamento?

[/column]

Todos os dias seguimos uma série de rotinas: acordar, escovar os dentes, tomar banho, escolher a roupa, tomar café, ir trabalhar, parar para almoçar, voltar a trabalhar, ir para casa, ir para a academia, curtir a família, ver tv, ler um livro, acessar as redes sociais, jantar, dormir…. E no dia seguinte tudo começa novamente!
No meio de tantas tarefas… Em que momento paramos e analisamos o que podemos melhorar em nossa vida, em nós mesmos?
É engraçado, mas cada vez mais o “modo automático” toma conta dos nossos dias, e nem sequer paramos para entender se o que estamos fazendo, da forma como estamos fazendo, é o melhor para nós…

Quando paramos para pensar…

Quantas coisas poderíamos mudar em nossa rotina, para sermos mais felizes?

Quantas coisas poderíamos parar de fazer, ou começar a fazer para nos sentirmos mais completos?

Quando pensamos em mudança, geralmente sentimos um frio na barriga, como se mudar exigisse muito trabalho, muito esforço…. Mas será que é mesmo assim?

Existem vários níveis de mudança… Algumas mais simples, algumas mais complexas… Mas se começamos a mudar coisas simples na nossa vida, muitas vezes as mudanças complexas já não são mais tão complexas assim….

Por exemplo: ao acordar, você deixa o despertador gritar no seu ouvido, com um toque chato e estridente, ou você escolhe um toque que lhe remeta a ter um dia alegre, cheio de energia? Esta ação parece boba, mas pode mudar o seu humor ! Experimente! Coloque uma música que você adora para lhe acordar! Deixe essa música tocando ao escovar os dentes, durante o banho, ao escolher a sua roupa! A música tem uma influência incrível no nosso estado de ânimo!

Durante o dia, experimente ver os problemas como oportunidades, experimente ver as soluções, experimente ver a vida de forma mais positiva! No final das contas, se tem algo que realmente controlamos é como vamos lidar com os problemas, como vamos enfrentar as pessoas e situações difíceis que somos expostos diversas vezes em um único dia!

A nossa mente tem um poder incrível, tanto para o positivo quanto para o negativo… Então avalie, reflita: será que estou usando a mudança a meu favor? Será que estou parando para entender o que me faz bem, e o que me faz mal?

Esta já é de fato a grande mudança que podemos fazer de imediato nas nossas vidas: parar e pensar!

Como diria Martin Seligman: ” O otimismo é uma habilidade/competência para ser usada no dia-a-dia”!

Não deixe para amanhã! Comece hoje! Comece agora! Pare, reflita e escolha ser o líder do seu pensamento, ser o líder do seu dia… E não deixe que pequenos problemas se transformem em grandes obstáculos! Pois a vida já se encarrega sozinha de nos pôr a prova todos os dias!

Não tenha medo de mudar, tenha medo sim de continuar no “modo automático”…

Até a próxima!
Um beijo, Anna

Sobre a autora:

Anna Gottschall – parceira RH|PM

Me chamo Anna Gottschall, sou natural de Porto Alegre, sou psicóloga, formada pela PUC-RS, e pós graduada em Administração de Empresas pela FGV-RS. Possuo certificação Internacional pela Achieve Global para atuar como Consultora de Treinamentos e atualmente estou realizando uma nova certificação Internacional em Coaching, pelo ICI (Integrated Coaching Institute).

Ingressei na Psicologia pensando que seguiria carreira na área clínica, mas uma vez que tive contato com meu primeiro estágio em Psicologia Organizacional, identifiquei minha grande paixão: atuar em RH! Saiba mais…

 

Crédito de Imagem: Pixabay


0.00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *